top of page

Tempo Intencional


No fim de semana passado encontrei uma amiga que não via há muito tempo. Família de cinco, três deles com menos de dez anos, o marido trabalha em fintech e viaja com frequência, e ela trabalha em private equity. Sim, private equity. Todos vocês podem imaginar qual foi minha segunda pergunta depois, "como está a família?" certo?... "como você consegue dar conta?!" A resposta dela? "Pedro, todo mundo tem tempo. As pessoas não sabem alocar o tempo intencionalmente".


Tenho pensado muito nisso ultimamente. O tempo é o nosso recurso mais escasso. Todos nós temos 24 horas em nossos dias. Então, por que algumas pessoas podem criar negócios de trilhões de dólares e outras não fazem nada com o mesmo número de horas do dia? Como algumas pessoas ficam felizes e outras tristes com o mesmo recurso de tempo? A diferença? Algumas pessoas são muito boas em serem intencionais com seu tempo.


Deixe-me dar um exemplo. A maioria de nós não pode fazer tudo o que gostaria para ter uma boa vida durante a semana, dadas as exigências do trabalho. Mas e os finais de semana? Os fins de semana são quase sempre uma tela em branco onde podemos planejar intencionalmente o tempo para fazer as coisas que são importantes para nossa família e para nós. As pessoas geralmente sabem o que farão no trabalho daqui a 2 semanas, certo? Mas eles sabem o que vão fazer no fim de semana ou depois do trabalho daqui a duas semanas?


Se a vida é mais ampla e mais importante do que apenas o trabalho, por que geralmente somos bons em planejar nosso trabalho, mas tão ruins em planejar nossas vidas? Mais que isso. Fomos treinados para ser bons na gestão do trabalho, certo? Fomos ensinados a definir objetivos, elaborar um plano, construir um calendário e acompanhar o progresso. Mas e a vida? Aplicamos esse mesmo bem sucedido kit de ferramentas de gerenciamento? Temos a mesma disciplina para executá-lo?


Estamos administrando a vida ou deixando a vida nos administrar?


Vida feliz,


Pedro



コメント


bottom of page